News
Rambla Manguinhos

Elevação de via férrea cria parque no Rio de Janeiro

Projeto do arquiteto Jorge Mario Jáuregui revitaliza área degradada e inclui estação intermodal de transportes

Marina Pita, da Infraestrutura Urbana


Rambla Manguinhos

Erica Ramalho

 

O Rio de Janeiro contará com mais uma área pública de lazer, a primeira da comunidade de Manguinhos, entre Bonsucesso e Benfica. Sob a via férrea, que foi elevada, está sendo construído um passeio público por uma extensão de 1,7 km.

O projeto, parte do Plano de Aceleração do Crescimento, integrará os dois lados da comunidade, hoje dividida pela linha do trem, e promoverá a integração da região mediante a implantação de um Parque Metropolitano cujo eixo principal será um passeio público ("Rambla") que conectará o Novo Centro Cívico com a nova estação do trem introduzidas pelo projeto. Uma ciclovia contornará o Parque e o passeio público contará com piso de madeira ecológica e quiosques, ambos em implantação, além de quadras esportivas.

Quanto ao transporte, mais do que elevar o trilho, o projeto cria no local uma estação intermodal com a integração com linhas de ônibus, kombis, taxis, moto taxis e bicicletas. A estação, quando concluída sua construção, terá três andares, ligados por escadas rolantes e elvador, para garantir acessibilidade. No momento, está sendo instalado o teto metálico.

A obra, conduzida pela Secretaria de Obras, por meio da Empresa de Obras Públicas (Emop), criará também um binário de tráfego, nas ruas Uranos e Leopoldo Bulhões, que serão ampliadas e contarão com vagas de estacionamento e baias para ônibus e transporte complementar.
A elevação da via férrea e construção do passeio público fazem parte de um projeto de revitalização desta área degradada. Ali, foram reciclados antigos galpões e o edifício do antigo DSUP (distrito militar) para implantação de biblioteca pública, centro de geração de trabalho e renda e escola profissionalizante,e uma área de 80 mil m² foi terraplanada. Posteriormente foram erguidos edifícios habitacionais multifamiliares e uma unidade de atendimento médico (UPA).

A construção de novas ruas abriu espaço para a incorporação de áreas de lazer, equipamentos sociais, e 1750 unidades residenciais, que compõem o Complexo de Manguinhos.

Erica Ramalho

Erica Ramalho

Erica Ramalho